Pequenas atitudes, grandes mudanças – Caroline L. Arnold
Estava navegando pela internet buscando livros sobre produtividade e desenvolvimento pessoal quando me deparei com o livro Pequena atitudes, grandes mudanças, escrito por Caroline L. Arnold. O título chamou a minha atenção e decidi dar uma chance ao livro, já que a sinopse falava sobre resoluções e sobre como atingir objetivos. Você sabe o quanto a virada do ano é maravilhosa para listar resoluções e fazer promessas de mudar aquilo que não nos agrada na nossa vida. E você também sabe como poucas semanas são suficientes para nos demover da ideia, já que logo as promessas de emagrecer, ser mais organizada ou ler mais começam a parecer simplesmente difíceis ou trabalhosas demais para realizar. Comprovadamente, 90% das nossas resoluções de ano novo fracassam. E segundo Caroline, elas fracassam porque estamos acostumados demais a olhar para o macro, sem perceber que são as pequenas mudanças diárias, os pequenos hábitos que adquirimos, que nos fazem nos tornar a pessoa que queremos ser. Ou seja, tudo se resume a deixar de olhar para o “ser” e começar a pensar no que “fazer”.
“Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um efeito, mas um hábito.” (Aristóteles)
E é aí que entra o sistema das microrresoluções proposto pela autora. E as microrresoluções são eficazes porque nos trazem recompensas imediatas. Trata-se de um compromisso que fazemos com nós mesmos, de mudar algum padrão de comportamento ou realizar algo, e que é criado para atingir um objetivo específico e maior. Por exemplo, se você quer ser uma pessoa organizada, precisa pensar no que pessoas organizadas fazem e levar essas ações para o seu dia a dia, para a sua vida. Você não se tornará uma pessoa organizada do dia para a noite, mas se se comprometer a criar e implementar pequenos hábitos de organização na sua rotina, logo isso se tornará tão automático quanto amarrar os sapatos. Simplesmente organizar toda a casa em um dia não fará de você uma pessoa organizada, já que é muito provável que a bagunça volte a reinar em poucos dias.
“Deixe de lado aquela velha tentação de querer consertar tudo de uma vez só e concentre-se em tomar uma resolução que foque uma mudança de comportamento limitada e moderada o suficiente para que você se force a mantê-la – mas não exagere.”
Nossos hábitos e preferências são cultivados desde o nosso nascimento, então não é fácil mudar um padrão de comportamento. Vivemos a maior parte das nossas vidas no piloto automático e fazemos, sentimos e pensamos o que fazemos, sentimos e pensamos porque fomos condicionados desde muito cedo a isso. Sendo assim, não é fácil criar um hábito novo – trata-se de um esforço diário, mas que se torna muito mais fácil de lidar a medida que nossas expectativas são supridas imediatamente por meio das microrresoluções que tomamos. Leia também: É um livro para quem quer de fato mudar algo em sua vida e aprender a transformar metas em realizações. Além de nos apresentar a ideia das microrresoluções, a autora também nos ensina a colocá-las em prática, compartilhando exemplos práticos de pessoas que adotaram as microrresoluções em suas vidas dentro dos mais variados temas, como sono, boa forma, dieta e nutrição, bagunça, relacionamentos, dinheiro, pontualidade e organização. Se você se interessa sobre produtividade, vai amar o livro, com certeza. E não se esqueça de voltar aqui depois e compartilhar comigo as suas impressões sobre a leitura, combinado? 🙂 Compre o livro clicando aqui.  

Tags: | | |

Sobre o Autor

Inara Souza
Inara Souza

24 anos, interior de São Paulo. É formada em Engenharia Civil e pós-graduada em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - YouTube - Pinterest

10 Comentários

  1. Oi, Inara. Amo seu blog e suas postagens. Tenha uma curiosidade sobre sua formação.
    Curso engenharia civil. Você alguma vez pensou em desistir do curso? Como se organizava para estudar?
    Leio o blog todos os dias 🙂

  2. Nossa, eu adorei e já quero muito ler esse livro. Ultimamente estou buscando livros que tratem de assuntos assim, como uma autoajuda e confesso que apesar do preconceito que eu tinha antes, eles são bem vindos na minha vida hoje.

    Carol Justo | pink is not rose

  3. “Deixe de lado aquela velha tentação de querer consertar tudo de uma vez só e concentre-se em tomar uma resolução que foque uma mudança de comportamento limitada e moderada o suficiente para que você se force a mantê-la – mas não exagere.” Preciso mesmo colocar isso em prática, em várias áreas da minha vida, quero sempre dar conta de tudo, num passe de mágica, isso é bem desgastante. Vou ler o livro com calma e reflexão, é daqueles que dá vontade de parar tudo e ler até acabar,rs. bjs


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.