O vídeo de hoje faz parte da série de ideias fáceis e baratas de decoração e organização e é especial para quarto de criança. Eu trouxe para vocês 3 ideias muito fofas, fáceis de fazer e baratinhas, que inclusive você pode fazer reaproveitando materiais que já tem em casa, para decorar e organizar o quarto do seu filho ou da sua filha. Espero que gostem!

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

Para começar, temos um nicho em formato de casinha feito com madeira que eu reaproveitei de alguns porta-retratos que tinha aqui em casa! Foi só montar o nicho e o telhado e depois unir ambos com cola instantânea! É uma opção fofa e muito barata de decoração para quarto de criança, afinal, você pode fazer vários deles e usar para guardar ursinhos, carrinhos e diversos tipos de brinquedos ou objetos de decoração!

 

 

A segunda ideia é um quadro de letrinhas, que você pode usar para decorar a mesa ou o cantinho de estudos do quarto da criança! O mais legal é que a própria criança pode sujar as mãozinhas e fazer a sua arte no papel! Eu usei letras adesivas e tinta acrílica para fazer esse efeito!

 

 

E a terceira e última ideia são nuvens que podem servir apenas para decorar uma parede (você pode fazer várias), bem como mural de recados! Ficam lindas na decoração e você faz usando uma folha de E.V.A. ou até isopor! Depois é só colar na parede com fita!

 

 

 

E essas foram as ideias de hoje, pessoal! Espero que tenham gostado! Não deixe de me contar nos comentários qual das 3 foi a sua favorita! 🙂

 

Beijos!

 

Veja mais ideias de decoração para quarto de criança.

Por mais que você tente organizar as coisas, parece que a bagunça nunca vai embora. Acertei? Talvez você esteja cometendo alguns erros muito comuns na organização da sua casa, que impedem que as coisas permaneçam em ordem. No vídeo de hoje, vou contar para vocês 6 erros de organização que você comete na sua casa. Dá o play!

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

Você não pensa em funcionalidade

 

Quando isso acontece, a bagunça simplesmente reina, principalmente se você precisa retirar vários objetos da sua frente para alcançar aquilo que quer. A dica aqui é pensar antes em funcionalidade e só depois na aparência. Sua casa precisa trabalhar para você.

 

Então, antes de sair pela casa retirando todas as coisas dos armários para limpar e organizar, pegue uma folha de papel e faça um esquema de organização que pareça prático e funcional para você e para a sua família. No caso dos armários da cozinha, por exemplo, deixe as panelas perto do fogão, os talheres próximos da bancada da pia e organize tudo de modo que as coisas mais utilizadas no dia a dia estejam de fácil alcance. O que é utilizado apenas em ocasiões especiais pode ficar nos armários mais altos.

 

No caso do guarda-roupa, procure manter as peças que você mais usa no dia a dia na frente. As peças fora de estação ou que são utilizadas apenas em ocasiões especiais podem ficar nos armários mais altos ou no fundo da prateleira. A mesma coisa vale para os seus sapatos: os que são mais utilizados no dia a dia precisam estar bem visíveis e de fácil acesso.

 

Foto: Reprodução | via

 

Você compra caixas e organizadores sem saber qual será a utilidade de cada um deles

 

Marie Kondo, autora de A mágica da arrumação, diz que não precisamos de sistemas complexos de organização. Para ela, uma simples caixa de papelão já serve muito bem. Eu particularmente gosto de objetos de organização com função, mas é claro que você precisa ter um destino muito claro para cada um deles.

 

Muitas vezes, nos animamos com a ideia de organizar um cômodo ou até a casa toda e saímos por aqui comprando dezenas de organizadores sem nem ao menos saber qual será a utilidades deles em casa. Por isso, o ideal é primeiro pensar no seu esquema de organização e só depois partir para as compras. Olhe para o seu espaço, pense no que você pretende guardar ali depois de organizar tudo e faça a sua lista de compras, detalhando o tipo de organizador, sua função, seu tamanho e até mesmo o peso que ele deverá suportar, para que você faça compras com consciência depois.

 

E lembre-se: não adianta encher a casa de organizadores se você não se policiar para guardar de volta o que tirou do lugar.

 

Você mantém na sua casa coisas que não usa mais

 

Desapegar é algo extremamente difícil para muitas pessoas. Elas simplesmente se convencem de que ainda vão precisar daquele determinado objeto em algum momento da sua vida e que por isso não podem descartá-lo, mesmo que ele esteja esquecido em um canto qualquer da casa há meses. Se você não usa há mais de um ano, provavelmente não fará isso no futuro. Jogue fora.

 

A mesma coisa vale para objetos quebrados, coisas que você ganhou de presente e nunca usou, coisas que você comprou por impulso e percebeu depois que não serviam para você ou para a sua casa.

 

Você não sabe o que fazer com as coisas das quais não precisa

 

Muitas vezes, a dificuldade em se livrar das quais que não usa mais está no fato de não saber o que fazer com essas coisas. Você organiza a casa inteira, tira dezenas de sacos de lixos de coisas quebradas, que não são mais utilizadas ou que não servem mais para você e depois simplesmente não sabe o que fazer com todas essas coisas.

 

É importante ter um plano de descarte. Você pode, por exemplo, doar essas coisas para alguém da família ou para alguma instituição na sua cidade ou até mesmo vender na internet o que ainda está em bom estado e assim conseguir uma grana extra. Que tal?

 

Foto: Reprodução

 

Você não sabe lidar com a papelada

 

Outro erro muito comum é não saber o que fazer com a papelada. E se tem uma coisa que simplesmente se multiplica em casa são os papéis. De uma hora para a outra, sem nem ao menos perceber, há uma gaveta inteira lotada de papéis que você nem sabe mais o que são. E ficam ali acumulando poeira e ocupando espaço.

 

A dica aqui é lidar com a papelada assim que ela chega. Guarde em uma pasta as contas para pagar, documentos importantes e o que mais precise ser mantido com você e jogue fora imediatamente o que for propaganda ou sem utilidade, assim você evita que esses papéis alcancem uma prateleira ou gaveta e comecem a se acumular.

 

Com relação ao que já acumulou, tire um dia da semana para rever esses papéis, arquivar, guardar e jogar fora o que não for importante. Outra dica legal é tirar uma foto ou até escanear artigos de revistas e material da faculdade que você deseja guardar, pois assim você cria um arquivo digital desses papéis (muito mais fácil de consultar) e pode descartar a papelada. Veja aqui como organizar a papelada em 5 etapas.

 

Foto: Reprodução

 

Você acha que a organização deve ser feita uma vez por ano

 

Se você acha que a organização deve ser feita uma vez por ano, então eu sinto muito, mas a sua casa vai permanecer bagunçada o ano todo. A organização é um processo, uma rotina que exige um pouquinho de você todos os dias. Não adianta nada organizar a casa inteira em um dia, retirar sacos e mais sacos de lixo de dentro de casa, e, no dia seguinte, esquecer-se de guardar o que você tirou do lugar ou de limpar o que você sujou.

 

Pode parecer difícil, mas acredite: é muito mais complicado e trabalhoso deixar a bagunça e a sujeira se acumularem. Com apenas alguns minutinhos por dia, você consegue manter a casa limpa e organizada e, assim, evitar que as tarefas se acumulem. Experimente!

 

Agora eu quero saber de você: qual desses erros de organização você tem cometido em casa?

 

Leia mais sobre organização da casa.

Hoje eu trouxe para vocês uma torta de palmito deliciosa e muito fácil de fazer! A massa dela fica super leve e o recheio é muito gostoso! Tenho certeza que vocês vão amar!

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

 

INGREDIENTES

 

Massa

 

● 1 1/2 xícara de farinha de trigo

● 1/2 xícara de amido de milho

● 1 colher (chá) de sal

● 1 colher (chá) de fermento em pó

● 1/2 xícara de margarina

● 1/2 xícara de leite gelado

● 1 gema

 

Recheio

 

● 1 vidro de palmito

● 4 tomates picados

● 1 cebola picada

● Salsinha, cebolinha e azeitona (a gosto)

● Óleo para fritar

● 1/2 colher (sopa) de margarina

● 1/2 copo de leite

● 1 colher (sopa) de amido de milho

● Sal (a gosto)

 

 

MODO DE FAZER

 

Massa

 

Comece peneirando os ingredientes secos. Junte a gema do ovo, o leite gelado e a margarina. Misture tudo com as mãos até formar uma massa. Se for necessário, vá acrescentando mais farinha aos pouquinhos. O ponto é quando a massa não gruda mais nas mãos.

 

Deixe descansar na geladeira enquanto prepara o recheio da torta.

 

Recheio

 

Refogue a cebola no óleo. Junte os tomates já picados, o palmito e a margarina. Tempere com o sal e misture bem com a colher. Deixe cozinhar até que parte da água do tomate evapore.

 

Dissolva o amido de milho no leite e acrescente na panela. Misture bem e deixe cozinhar até começar a ficar cremoso. Junte a cebolinha, a salsinha e a azeitona. Misture bem e desligue o fogo.

 

Deixe esfriar.

 

Montagem

 

Na hora de montar a torta, divida a massa em duas partes e abra ambas com um copo ou rolo de macarrão. Forre o fundo de uma assadeira com uma das partes. Em seguida, distribua o recheio sobre a massa. Cubra com a outra parte da massa.

 

Pincele uma gema e leve para assar em forno preaquecido à 180ºC por cerca de 30 minutos ou até dourar.

 

E aí é só aproveitar!

 

 

Veja outras receitinhas deliciosas clicando aqui.

Páginas1234567... 340»