Recentemente concluí a leitura de A Mágica da Arrumação, livro escrito por Marie Kondo e lançado no Brasil em 2015 pela editora Sextante. É um livro que ajuda você a organizar a casa e promete ser muito diferente de tudo aquilo que você já leu sobre organização por aí.

 

Desde muito pequena, Marie era apaixonada por organização. Enquanto seus colegas brincavam no pátio da escola, Marie ia arrumar as prateleiras de livros da sala de aula. Ela também adorava descobrir maneiras diferentes de organizar a casa, embora não tenha demorado muito para perceber que, por mais que arrumasse, não demorava muito e tudo voltava a ficar bagunçado novamente.

 

Aos 15 anos, Marie decidiu se dedicar seriamente ao estudo de métodos para arrumar e organizar ambientes, o que resultou no método KonMari, que a própria Marie define como “uma maneira simples, inteligente e eficaz de eliminar a bagunça de vez.”

 

Hoje Marie é consultora e vai até as casas e escritórios das pessoas dar conselhos práticos de organização para aqueles que querem acabar com a bagunça mas não sabem por onde começar. Por sua experiência prática, Marie escreveu A Mágica da Arrumação, que já vendeu milhões de exemplares no mundo todo.

 

Marie Kondo, autora de “A Mágica da Arrumação”

 

Confesso que foi uma leitura surpreendente para mim. Para Marie, a organização deve ser feita de uma vez só, não em “etapas” e não “um cômodo por vez”. E você deve estar pronta para “descartar”, desfazer-se das coisas. Para Marie, a maioria das pessoas erra quando acredita que arrumaram absolutamente tudo quando, na verdade, o que fizeram foi apenas guardar as coisas.

 

“Comece descartando coisas.
Em seguida, organize o ambiente inteiro, completamente, de uma só vez.
Se você adotar essa estratégia, a desordem nunca mais voltará a se instalar.”

 

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

5 DICAS DE ORGANIZAÇÃO DE MARIE KONDO

 

1. Comece descartando e faça tudo de uma vez só

 

A primeira dica de Marie é começar descartando e fazer isso de uma vez só. O ponto principal aqui, segundo ela, é que quando fazemos uma mudança drástica no ambiente, isso ocasiona uma mudança interna igualmente drástica em nós. Quando descobrimos que a organização pode ser perfeita, nos libertamos da ideia de que não conseguimos manter as coisas no lugar.

 

2. Descarte o que não te traz alegria

 

O processo de organização consiste em apenas duas tarefas: descartar e organizar, na sequência. Então você deve descartar e só depois pensar no que fará com os objetos restantes. E Marie tem uma metodologia muito interessante e relativamente simples para o descarte. Para ela, o descarte só é mesmo eficiente quando você pega aquele determinado objeto nas mãos e pergunta para si mesma: “isso me traz alegria?”. Se a resposta for afirmativa, você deve guardá-lo. Caso contrário, deve jogá-lo fora.

 

Se aquele objeto traz uma lembrança de uma experiência ruim, se é algo que você ganhou de presente e nunca usou pois simplesmente não tem nada a ver com você, é melhor jogar fora.

 

A lógica é bem simples: todos nós queremos estar cercados de coisas que nos fazem bem, que nos trazem alegria.

 

 

3. Uma categoria de cada vez

 

Outro ponto principal do método KonMari de organização é que você deve organizar as coisas por categoria e não por localização. Geralmente, as coisas ficam espalhadas pela casa e você só terá uma noção ideal das coisas que têm se arrumá-las de uma vez só.

 

Sendo assim, a ideia é que você passe por todos os cômodos reunindo os itens de uma mesma categoria. Coloque-os todos juntos em um mesmo espaço e só então comece o processo de segurar um por um nas mãos e perguntar a si mesma se aquele determinado objeto traz alegria para você.

 

Se você estiver organizar as roupas, junte todas elas: as roupas que estão no guarda-roupa, as roupas no cesto para lavar e as que ainda precisam ser passadas, pois só assim você terá uma noção exata da quantidade de coisas que possui.

 

Se você decidir começar a arrumação por um determinado cômodo, provavelmente vai encontrar itens desse mesmo cômodo em outros lugares da casa depois, e então terá que recomeçar o processo, o que vai acabar frustando você e prejudicando todo o processo de organização.

 

 📖 Leia também:

O que eu achei de #GIRLBOSS, o livro e a nova série da Netflix

 

4. Organize na sequência correta

 

Marie também desenvolveu uma sequência ideal para arrumar as coisas:

 

roupas > livros > papelada > itens variados > itens de apego emocional

 

O motivo principal é que, quando começamos a organização por itens de menor importância, aperfeiçoamos a nossa habilidade de decisão e fica muito mais fácil descartar itens de apego emocional depois (como fotografias, por exemplo).

 

5. Escolha um lugar para cada coisa

 

Agora que você já descartou tudo o que era inútil e não trazia nenhum valor ou alegria para você, escolha um lugar específico para guardar cada coisa e coloque-a no lugar sempre que terminar de usá-la. A arrumação deve ser simples e fazer sentido para você.

 

 

Esses são alguns dos pontos principais do livro, mas é claro que ele é muito mais rico e traz diversos ensinamentos preciosos. Eu gostei muito mesmo da leitura, principalmente porque ela vai contra a maioria do livros sobre o assunto que eu já li, então acabou abrindo a minha mente para várias situações e ideias diferentes de organização.

 

Eu particularmente amei perceber um pouquinho da relação que a Marie tem com o objetos. E amei esse método de descarte dela, baseado no sentimento que aquele objeto desperta em nós. Acho que é uma maneira muito simples e realmente eficaz de determinar o que fica e o que vai embora.

 

É um livro que eu recomendo para todo mundo que gosta do tema organização, que gosta de ler sobre o assunto. Eu já comecei a leitura de Isso me Traz Alegria, também da Marie Kondo, e depois volto para contar para vocês o que achei dele também. Combinado?

 

E vocês, já leram A mágica da Arrumação? O que acharam do livro? Me contem nos comentários!

 

⤵ Compre o livro clicando aqui.

Compartilhe:
Você vai gostar de ler também:
Post escrito por:

24 anos, interior de São Paulo. É formada em Engenharia Civil e atualmente cursa pós-graduação em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - YouTube - Pinterest

O que eu achei de #GIRLBOSS, o livro e a nova série da Netflix

Livro: O milagre da manhã – Hal Elrod

Escreva um comentário

4 comentários para “O método KonMari de organização”

  1. 25/05/2017 às 13:04

    Oi Inara,

    estou fazendo a leitura do livro, acho que alguns conselhos são muito interessantes, mas ao mesmo tempo achei o método dela muito extremo, estou aproveitando que estou fazendo uma mudança (de estado, de emprego, de casa, de tudo) pra tentar começar essa nova fase o mais organizada possível. Por enquanto estou satisfeita com meus métodos, que vou montando conforme vai dando certo. Claro que nossa percepção também é bem diferente, aqui no Brasil temos mais espaço, nossas casas são bem mais amplas que no Japão, então acho sempre bom absorver as ideias e adaptá-las a sua realidade.

    • 27/05/2017 às 13:19

      Sim, é verdade! Também achei a ideia de organizar tudo de uma vez só um pouco extrema! Mas acho que é tudo uma questão de adaptar o método a sua realidade, como você disse! Mas muitas das dicas que ela dá achei incríveis, principalmente na questão do destalhe! 🙂

  2. 24/08/2017 às 00:52

    Oi Inara querida!
    Nunca li o livro, mas de tanto as pessoas falarem por aí me interessei bastante por ele.
    Não sei se conseguiria arrumar tudo em uma só vez, mas nada do que adaptar algumas coisas ao seu estilo de vida, não é? O legal é pegar a essência que ela nos passa e ir aplicando no que der.
    Adorei a dica, talvez na próxima ida à livraria dou uma olhada nele. 🙂
    Grande beijo

    • 01/09/2017 às 12:54

      Exatamente, Jéssica! Ela dá muitas dicas legais, mas nem tudo se aplica na prática para todo mundo! A dica é se inspirar naquilo que você acha legal e fazer do seu jeitinho! 🙂