Confesso que sou o tipo de pessoa que adora fuçar em tudo e aprender coisas novas, então sempre acabo em enrascadas do tipo pintar uma parede sem nunca ter feito isso antes, aplicar um papel de parede sozinha ou fazer um móvel do zero.

 

Na última semana, resolvi reformar o meu quarto. Na verdade, eu já havia iniciado esse projeto meses atrás, mas acontece que, como eu quis fazer tudo aos pouquinhos, a reforma acabou se prolongando por meses e por isso não terminava nunca. No meio do processo, acabei mudando de ideia e as coisas foram ficando como estavam, sabe?

 

As paredes aqui do meu quarto foram pintadas há mais de 20 anos, então vocês imaginam a situação, né? Quando resolvi finalizar a reforma do quarto e finalmente colocar ordem nas coisas, decidi que precisava começar pintando o quarto todo.

 

A tinta antiga era um verdinho bem claro e eu decidi pintar tudo de branco. As paredes estavam bem marcadas, com muitas manchas e furos, principalmente na parede em frente a janela, de onde acabei retirando as prateleiras de madeira que não combinavam com os móveis novos do quarto.

 

O processo todo demorou cerca de 2 dias e, eu confesso, foi bem cansativo. Precisei aplicar 3 demãos de tinta para que o acabamento ficasse legal, então foi preciso muita paciência para cobrir os furos na parede com massa corrida, lixar, passar um paninho, passar a tinta e esperar a tinta secar entre demãos. Sem falar na sujeira e na bagunça que faz. Mas, óh, o resultado ficou muito melhor do que eu esperava e acabei bastante orgulhosa de mim mesma, viu?

 

Por isso, quero compartilhar com vocês algumas coisas que aprendi sobre como pintar uma parede sozinha. Se você está pensando em fazer uma mini reforma em casa, a hora é agora!

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

COMO PINTAR UMA PAREDE SOZINHA

 

1. Proteja os seus móveis

 

O primeiro passo foi retirar todos os móveis de dentro do quarto. Eu sabia que iria respingar tinta para todo lado, então levei para fora tudo o que eu podia: a minha estante de livros, a arara de roupas, a escrivaninha e a penteadeira. Não consegui remover a cama e nem o guarda-roupa, que é embutido na parede. Removi também as 3 prateleiras de madeira da parede, que não combinavam mais com os móveis novos do quarto. Por último, removi os espelhos dos interruptores e tomadas.

 

2. Forre o chão e proteja os batentes

 

Em seguida, forrei todo o chão do quarto com jornal e usei fita adesiva para delimitar o rodapé, o batente da porta, a janela, o papel de parede e o guarda-roupa, ou seja, tudo o que estaria no caminho do pincel e que eu não queria que fossem pintados.

 

 

3. Prepare a parede para receber a pintura

 

Como a parede ficou marcada com vários furinhos depois de retirada as prateleiras, usei massa corrida para cobrir todos os buracos.  Passei a massa com a ajuda de uma espátula, esperei secar e depois lixei para deixar a parede bem lisinha. Se você achar necessário, lixe toda a parede para remover pequenas imperfeições. Em seguida, passe um paninho úmido por toda a parede para retirar o pó.

 

4. Prepare a tinta e comece a pintar

 

Feito isso, chegou a hora de preparar a tinta. Usei a proporção indicada na lata da tinta para preparar a mistura de tinta e água.

 

 

Com o pincel, comecei delimitando todos os cantinhos para, só depois, passar o rolinho na parede. Isso é importante porque há lugares em que o rolo não alcança, como o espaço entre a parede e o teto. Não se preocupe se houver diferença entre o que foi pintado com o pincel e o que foi pintado com o rolinho; na segunda camada, essa diferença desaparece e a pintura fica uniforme.

 

Lembre-se de começar a pintar com o rolinho de baixo para cima, pois assim a tinta não escorre toda pela parede. Certifique-se de espalhar bem toda a tinta, para a pintura não ficar manchada.

 

 

Após passar a primeira demão, espere a tinta secar. O tempo é indicado na embalagem da tinta que você adquiriu. Eu aguardei cerca de 3 horas antes de aplicar a segunda demão de tinta.

 

 

Passe quantas demãos de tinta forem necessárias para cobrir a sua parede. Se estiver pintando uma parede escura com uma tinta mais clara, vai ser necessário passar uma primeira demão de tinta branca antes de aplicar a nova cor que você escolheu.

 

5. Finalize

 

Espere a tinta secar, remova todo o jornal que você usou para cobrir o chão e as fitas também. Eu acabei fazendo um pouquinho de bagunça e deixei a tinta respingar sobre a porta e o vidro da janela, mas um pouquinho de detergente neutro e palha de aço resolveram o problema.

 

Agora é só recolocar os espelhos dos interruptores e tomadas.

 

 

Dica Importante

 

❗ Não se esqueça de ventilar o espaço o tempo todo. Mantenha a janela aberta e, se possível, um ventilador ligado por perto.

 

 

Espero que tenham gostado das dicas de hoje de como pintar uma parede sozinha, pessoal! Um beijo e até o próximo vídeo!

 

Leia mais sobre construção e reforma.

Post escrito por:

22 anos, interior de São Paulo. É recém-formada em Engenharia Civil e atualmente cursa pós-graduação em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - YouTube - Pinterest

Cardápio semanal: veja como montar o seu e economizar

Como organizar a sua rotina de limpeza semanal

Escreva um comentário

2 comentários para “Como pintar uma parede sozinha”

  1. Vivian
    31/05/2017 às 12:58

    Amei o post, Inara. Como sempre muito bom!
    Tenho muita vontade de pintar também uma parede sozinha, mas minha casa é muito alta e sou muito baixinha kk acho que não daria certo.
    bjs

    • 31/05/2017 às 16:13

      haha Eu nem escada tinha, mas subi em uma mesa e deu tudo certo! haha