Olá, pessoal! A série de dicas para blogueiras teve uma aceitação bem legal por aqui e eu pensei que seria incrível levar algumas das dicas para o canal do blog no YouTube também, já que os vídeos são uma maneira bem mais gostosa e dinâmica de conversarmos e trocarmos experiências! A ideia sempre foi compartilhar com vocês um pouquinho de tudo o que eu aprendi e isso não vai mudar! No entanto, algumas das dicas serão em vídeo daqui em diante! Também estou aproveitando para atualizar os textos mais antigos e adicionar mais dicas e informações para vocês! Espero que gostem da novidade!

 

No primeiro vídeo da série, falei um pouquinho sobre como criar um blog e compartilhei com vocês algumas dicas bem básicas, aqueles primeiros passos que precisamos seguir para criar um blog! Dá o play! 🙂

 

Para não perder nenhuma atualização e assistir os novos vídeos primeiro, inscreva-se no canal! Tem vídeo novo toda semana para vocês! Para se inscrever, é só clicar no botãozinho abaixo:

 

“O texto abaixo foi escrito originalmente em 03 de outubro de 2014 e sofreu algumas alterações em 06 de abril de 2016.”

 

Você quer criar um blog, mas não faz a menor ideia sobre por onde começar. Pois a maior e mais importante dica que eu dou a você é: comece. Simplesmente comece. Como eu já comentei na postagem anterior da série, eu mesma abri a tela de postagem e simplesmente comecei a escrever, sem ter a mínima ideia do que eram coisas como domínio, hospedagem, layout, como gravar e editar vídeos, como tirar fotos bacanas ou usar editores de fotografia. Você pode começar assim e ir evoluindo aos pouquinhos, gradativamente. Mas se você tiver tempo, paciência e dinheiro para investir um pouquinho no seu blog antes mesmo de colocá-lo no ar, é bastante provável que alcançará um público fiel e comprometido muito mais rápido. Todos nós gostamos de um trabalho bem feito e de qualidade, que realmente seja capaz de acrescentar algo em nossas vidas. Isso acontece quando a blogueira conhece o que está falando e se empenha o máximo para criar um conteúdo relevante, curioso, divertido e apaixonante para o leitor.

 

A criação de um blog passa por diversas etapas diferentes que vão desde a concepção da ideia até o momento de efetivamente colocar o blog no ar e começar a trabalhar. É legal ter definido parte do que você realmente quer alcançar através do seu espaço e de que forma você pretende chegar até lá. Como qualquer projeto, um blog precisa de planejamento. De qualquer forma, as dicas que eu vou dar para vocês hoje não se aplicam apenas a quem está começando um blog, mas a qualquer um que deseje melhorar a qualidade do seu trabalho e definir corretamente seus objetivos e metas. Vamos começar?

 

COMO CRIAR UM BLOG

 

Sobre o que você vai falar?

 

Antes de qualquer coisa, faça esse exercício: pense sobre o que você vai falar, sobre quais temas você pretende abordar no seu blog. Isso significa encontrar uma paixão pela qual você tenha alguma aptidão. Você gosta de maquiagem? As pessoas sempre elogiam você nas festas e pedem o nome da sua maquiadora? Você adora fazê-las tanto quanto gosta de ver vídeos tutoriais sobre o assunto na internet? Então “maquiagem” é o seu nicho. As mulheres são o seu público alvo. Na verdade, quanto mais específico for o assunto sobre o qual você quer falar, maiores são as chances do seu blog se destacar. 

 

Você também pode fazer uma abordagem mais geral e falar sobre todos os assuntos que gosta. É o que eu faço por aqui. Blogs mais genéricos são categorizados como de “lifestyle”, ou “estilo de vida”, e atuam mesmo como um diário pessoal. Ainda assim, se você preferir ter essa liberdade para falar sobre todas as coisas que fazem parte da sua rotina, é legal definir pelo menos dois temas principais e se dedicar a eles com mais afinco. Por exemplo: por aqui falamos principalmente sobre decoração e organização. Defini esses dois assuntos como principais porque são sobre os quais eu mais gosto de escrever, com os quais eu tenho mais afinidade.

 

Tendo definido o seu nicho e o seu público, você pode começar a pensar no nome do seu blog. Quanto mais diferente, audacioso e inteligente ele for, maiores as chances de você atingir o seu público. O nome precisa falar um pouquinho sobre o seu blog, sobre os assuntos que ele aborda, sobre o que o leitor irá encontrar por lá ao acessar o seu link. Use a sua criatividade no nível máximo, quebre a cabeça, leve o tempo que precisar para definir o nome do seu blog. É ele que vai ficar marcado na mente do leitor. É ele que vai revelar muito da capacidade e do que você tem para oferecer.

 

Onde hospedar?

 

Existem dois tipos de hospedagem: a paga e a gratuita.

 

A plataforma gratuita mais utilizada é o Blogger. É a plataforma com a qual eu comecei. Muita gente pensa que é uma hospedagem de poucos recursos e oportunidades, o que não é verdade. Desde que você tenha paciência e dedicação, pode fazer muito com a hospedagem que tem nas mãos. Com um pouquinho de criatividade, você pode personalizar praticamente tudo. É o suficiente para quem está apenas começando.

 

Agora, para ter todas as funcionalidades que uma hospedagem paga oferece, você precisa dispor de uma mensalidade que varia de acordo com o tamanho do seu blog e a quantidade de visitas que você recebe. Há diversos sites que oferecem esse serviço na internet. Eles dão a você suporte e sanam todas as suas dúvidas. Há a oportunidade de migrar do Blogger para o WordPress a qualquer momento, mas se você não quiser passar por todo esse desconforto de mudança de plataforma, pode simplesmente começar com a hospedagem paga. Você só precisa encontrar um serviço que atenda o que você procura e que tenha um plano que esteja dentro das suas possibilidades. Leia aqui como foi para mim migrar do Blogger para o WordPress.

 

A hospedagem é o lugar onde o seu blog ficará armazenado, mas existe também o domínio, imprescindível para quem deseja contratar uma hospedagem paga e dispensável para quem optar por uma gratuita. O domínio nada mais é do que o endereço WWW do seu blog. Ele pode ser “.com” ou “.com.br”, por exemplo. Você contrata esse endereço através de uma empresa especializada e precisa pagar um valor anual por ele.

 

Como ter um layout legal?

 

Você pode usar os modelos disponíveis gratuitamente pela sua própria plataforma ou por sites especializados na internet (como o BTemplates), pode aprender a criar os seus próprios layouts ou pode pagar alguém para fazer esse serviço por você. De qualquer forma, o importante é que o seu blog tenha a sua cara e seja visualmente interessante para o leitor.

 

Eu faço os meus próprios layouts, mas isso não aconteceu do dia para a noite. Levei quatro anos para aprender tudo o que eu sei hoje. Aprendi sozinha, pesquisando por tutoriais na internet, no esquema da “tentativa e erro” mesmo. Acho mais do que válido você saber o mínimo para poder personalizar suas postagens e alguma coisinha ou outra no seu layout sem precisar da ajuda de ninguém. Dois sites que eu recomento e com os quais você pode aprender muito mesmo: Ferramentas Blog e Mundo Blogger. Não é fácil, ok? Mas não é impossível também.

 

Como eu disse, você também pode pagar alguém para fazer esse serviço. Há muitos e bons web designers na internet e você só precisa encontrar um com o qual se identifique, que faça um trabalho bacana que tenha a ver com você e os seus gostos, e que tenha um preço que se encaixe no seu orçamento. Você pode encontrá-los assim: no finalzinho daquele blog lindo que você adora e acompanha sempre provavelmente vai haver um menção de quem foi o responsável pelo projeto do layout dele, e basta clicar no nome ou na imagem que você será redirecionado para o seu site de serviço, podendo solicitar um orçamento.

 

É só isso?

 

Você definiu o nicho do seu blog e os assuntos sobre os quais pretende falar. Você escolheu o nome dele, a hospedagem, contratou o domínio e colocou o seu blog no ar. E agora? Agora você está pronto para começar. Agora é a hora de efetivamente passar horas em frente ao computador pesquisando, escrevendo, criando conteúdo, atualizando mídias sociais e fazendo networking. É hora de comprar revistas e livros especializados no assunto sobre o qual você pretende escrever, é hora de inventar mil ideias e fazer mil e uma loucuras para criar postagens legais e interessantes. É hora de passar horas na cozinha criando receitas ou fazendo tutoriais de maquiagem na frente do espelho. É hora de se apaixonar diariamente, um pouquinho por vez, por esse mundo de criatividade que são os blogs.

 

Conteúdo relevante. Conteúdo relevante. Conteúdo relevante. Insira esse termo em você como se fosse uma segunda pele e nunca se esqueça dele. Se você quer se destacar, se você quiser ter um blog de audiência, um blog respeitado como referencial em seu nicho, seja ele o seu hobbie ou a sua profissão, precisa criar conteúdo original e relevante para as pesquisas e para o leitor. Eu ainda vou falar mais e mais detalhadamente sobre esse assunto, mas é bem fácil de entender: genericamente, conteúdo relevante quer dizer conteúdo original, fabricado por você, escrito por você e não copiado e colado de outras mídias. Quer dizer conteúdo interessante, capaz de acrescentar algo na vida de quem está lendo. Quer dizer conteúdo inteligente, sem erros gramaticais gritantes. Quer dizer conteúdo feito com amor e dedicação.

 

Fotografia e imagem também são importantes. Você vai adquirir técnica com o tempo, mas desde já preocupe-se em fazer o melhor que você puder. Se você já possui uma câmera digital, preocupe-se em tirar suas próprias fotos. Se você ainda não tem, preocupe-se em comprar uma assim que puder e o orçamento aliviar. Não precisa ser uma câmera mega-power; uma câmera amadora com uma qualidade de imagem bacana já serve. Eu comecei com uma Sony Cyber-shot DSC-W730 e depois consegui comprar uma câmera melhor, a Nikon D3200, que é a que eu uso agora para as fotos e os vídeos do blog. Vá conquistando as coisas aos pouquinhos.

 

E por hoje é isso, pessoal! Espero que tenham gostado! 🙂

 

separator de texto

 

Para ler outros posts desta série de dicas para blogueiras é só clicar aqui.

Compartilhe:
Você vai gostar de ler também:
Post escrito por:

24 anos, interior de São Paulo. É formada em Engenharia Civil e atualmente cursa pós-graduação em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: InstagramFacebookYouTubePinterest

10 TRUQUES na cozinha que você precisa saber

Como manter a casa limpa e arrumada todos os dias: 10 hábitos que você precisa adquirir!

Escreva um comentário

15 comentários para “Como criar um blog | Dicas para blogueiras #1”

  1. 03/10/2014 às 22:45

    Tenho o blog há quase um ano mas, tenho muito que aprender ainda! Pra quem quer criar um blog, isso é realmente fundamental… Adorei as dicas ♥
    Muito sucesso com o blog, beijos :*
    http://www.blogisaedani.com/

  2. 04/10/2014 às 18:09

    Super importante!

  3. 04/10/2014 às 18:57

    ótimas dicas, Inara, tanto para os iniciantes como para quem deseja ter um blog
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

  4. 04/10/2014 às 20:26

    Amo esse tipo de post! É isso mesmo, organização e planejamento são muito importantes!!
    Beijos e fique com Deus!
    Batom de Framboesa

    • 05/10/2014 às 00:27

      Que bom que você curtiu, Giulia! 🙂

      Muito obrigada! ♥

  5. 05/10/2014 às 00:45

    Eu tenho o blog cinco anos mas, sei que tenho muito que aprender por isso é sempre bom lficar de olho nas dicas das colegas mais experientes.

    Oi!
    Adorei a resenha e o livro parece ser bem o meu tipo de livro, com certeza estará entre as minhas futuras aquisições.

    Abraços
    Lu Apaixonada por Romances

  6. 06/10/2014 às 20:05

    O meu maior problema é tudo que envolve html… tenho medo, informática nunca foi o meu forte. Daí acabo preferindo pagar alguém. Trabalho fora e o tempo que me sobra, preciso pesquisar conteúdo, daí o html acaba ficando em segundo plano.

    Beijos.

  7. 10/10/2014 às 16:55

    Inara querida vc está cada dia melhor, sempre compartilhando seus conhecimentos com seus leitores. Parabéns pela iniciativas e mesmo já tendo meu blog a alguns anos peguei algumas dicas legais. Beijos

  8. Cleisiane
    06/04/2016 às 20:41

    Inara, adorei o vídeo, as dicas.. Tudo!
    Realmente essas questões de hospedagem, domínio e etc são dúvidas muito frequentes.
    E além disso, eu tenho uma dúvida que acredito que também seja a dúvida de muitos que desejam iniciar um blog.. Valores!
    Eu, por exemplo, tenho muita vontade de começar um blog, mas sempre me pego pensando: Afinal, quanto que ganhamos por cada visita, cada play, cada visualização.. Sei que os ganhos vão depender muito da blogueira, claro. Mas eu gostaria muito de pelo menos ter uma ideia, uma direção.

    • 07/04/2016 às 11:18

      Oi, Cleisiane! Que bom que gostou das dicas! E pode deixar que vou gravar um vídeo ainda falando sobre essa questão de monetização de blogs, como monetizar e quanto uma blogueira ganha mais ou menos! Tô testando ainda alguns serviços de afiliados para poder passar mais certinho para vocês depois! Fica de olho lá no canal! 🙂

  9. 15/04/2016 às 02:11

    Olá Inara!
    Adorei suas dicas, gostaria muito que você continuasse a série Dicas para blogueiras. Tenho certeza que irá me ajudar bastante.
    Estarei aguardando as próximas dicas.
    Forte abraço 🙂