home office feminino fofo e cheio de arte 2

(Imagem: via)

 

O Casinha Arrumada surgiu em 24 de novembro de 2014, resultado de dois meses de trabalho duro e muito aprendizado. Quem acompanha desde o comecinho, sabe que grande parte do antigo conteúdo veio do meu blog anterior, que era hospedado no Blogger. Quando eu decidi reformular tudo – proposta, conteúdo e domínio – decidi que era hora de tentar uma nova hospedagem também. Nos artigos anteriores da série, eu comentei sobre a minha história com o blog e também dei a minha opinião sobre os tipos de hospedagem. A verdade é que eu comecei no Blogger e passei quatro anos por lá sem nenhum tipo de problema ou arrependimento. Hoje eu percebo que essa experiência contribuiu infinitamente para esse momento de transição para uma hospedagem paga, o WordPress – amado e temido por muito gente. No post de hoje, eu vou contar para vocês como foi migrar do Blogger para o WordPress e o que eu tenho achado dessa mudança até agora.

 

Por que eu decidi migrar?

 

Essa escolha foi uma consequência resultante de uma série de mudanças que eu decidi fazer no blog. Quando finalmente resolvi que mudaria o nome do blog e compraria um domínio novo, percebi que valia a pena arriscar uma hospedagem paga também. Eu amo o trabalho que eu faço por aqui e achei que seria uma forma legal de começar do zero. Eu sabia de antemão que não seria fácil, afinal, o Blogger e o WordPress são muito diferentes. De qualquer forma, eu decidi que faria tudo sozinha. A migração, o layout novo e a programação. Acontece que eu não tinha o menor conhecimento sobre a plataforma WordPress e tudo fez parte de uma surpresa muito grande. Mas eu estava disposta a aprender.

 

Como eu comecei?

 

 home office 6(Imagem: via)

 

A primeira coisa que eu fiz quando eu decidi realizar a migração foi fazer uma hospedagem gratuita. Como assim? Existem empresas que oferecem planos de hospedagens gratuitas com limitações, como a Hostinger. Você pode posteriormente migrar para planos pagos que oferecem suporte e maiores garantias, mas é uma boa forma de começar no WordPress. Eu fiz uma conta e segui todos os passos necessários para instalar o WordPress. Há diversos tutoriais ótimos sobre o assunto na internet, mas, para falar a verdade, é mais uma tentativa de erro e acerto mesmo. No final você percebe que nem é tão difícil assim quanto parece anteriormente. Um excelente tutorial é esse aqui do Ferramentas Blog, que conta com etapas bem explicadinhas e detalhadas. Leia com atenção!

 

Criar uma hospedagem gratuita antes foi muito importante para mim e é uma boa forma de você testar se vai realmente se adaptar à nova hospedagem. Serve como um blog de testes para você testar e errar quantas vezes quiser.

 

Depois de ter finalmente conseguido instalar o WordPress e acessar o painel novinho, eu parti para a etapa de migrar os meus artigos, fotos e comentários do Blogger para o WordPress. Essa etapa é bem mais fácil que a anterior, e você pode contar com o auxílio desse tutorial aqui do Ferramentas Blog.

 

A parte mais complicada mesmo foi entender e aprender os códigos para criação do layout. É tudo muito diferente do Blogger. No WordPress há pastas, programas que você precisa ter e diversas páginas em .php. Não é apenas uma única folha: são várias delas contendo códigos e chamadas estranhas. Elas se conectam e um erro que você comete em uma delas pode apagar todo o seu trabalho, ferrar com tudo. Eu nem sei quantas vezes eu precisei reenviar todo o conteúdo do theme para o servidor porque acrescentei um código errado em uma linha em uma página qualquer.

 

Eu não vou ficar aqui explicando códigos; para isso existem tutoriais ótimos na internet de pessoas que entendem do assunto milhões de vezes mais do que eu. Mas para vocês terem uma ideia de por onde começar, eu fiz assim: existe uma série de posts no Escola WordPress que é um guia completo de como criar um template no WordPress. Lá ele trata de cada página .php separadamente, com códigos exemplificativos e muitas informações relevantes. Eu fui colocando tudo no servidor sem medo e fui modificando aqui, tirando ali, inserindo ali, conferindo os códigos de templates grátis que eu encontrei para download na internet, acessando milhões de páginas de tutoriais e etc etc etc. Em algum momento eu tinha um esqueleto completo de códigos e foi aí que os meus conhecimentos em HTML e CSS foram EXTREMAMENTE importantes. O fato de eu vir do Blogger com um conhecimento bom nessas linguagens foi muito importante para que eu aprendesse PHP muito mais rápido e conseguisse colocar o blog no ar em um tempo relativamente curto.

 

É fácil? Não é. Estamos falando de linguagens de programação com as quais eu e nem você estamos de fato familiarizadas. Caso você não estude programação na faculdade, é um mundo todo novo. Mas, sim, eu tenho orgulho de dizer que consigo criar um template no WordPress e no Blogger com conhecimentos que eu adquiri sendo autodidata. Por querer mesmo. E é aí que está a diferença: você precisa querer aprender e fazer sozinha. Eu particularmente gosto dessa liberdade de não depender de ninguém para colocar o meu blog no ar. Gosto de fazer as coisas do meu jeitinho, sabe? Mas, obviamente, você vai economizar muito tempo se simplesmente contratar um programador web para fazer as coisas por você. (rs) É uma decisão sua.

 

Qual hospedagem eu contratei?

 

decoração home office 5

(Imagem: via)

 

Quando eu percebi que já tinha aprendido o suficiente, decidi correr atrás de hospedagens pagas e um domínio. E é aí que começa um problema verdadeiro: existem milhares delas na internet, diversas opiniões divergentes e pouca informação útil. Eu pesquisei pelas melhores, que ofereciam o melhor suporte, que eram sérias de verdade e ofereciam planos bacanas que cabiam no meu orçamento. Não foi fácil. Li diversos depoimentos na internet de blogs que precisaram trocar de servidores duas, três ou até quatro vezes por motivos diversos. Uma dica legal é você acessar aqueles seus blogs favoritos e procurar por alguma informação referente à hospedagem que eles contrataram. Além disso, vez ou outro aparece algum blogueiro reclamando de um servidor que cai toda hora. Pesquise quais são as hospedagens desses também – e fique longe.

 

Depois de pesquisar MUITO eu acabei optando pela E-consulters Web. É uma empresa brasileira com sede em Goiania. Eu acabei optando por eles por ouvir diversas pessoas falando sobre a qualidade do suporte deles. E, olha, até agora não tenho nadinha para reclamar. O suporte é realmente excelente e sempre que eu precisei fui respondida imediatamente. Sem falar que os planos deles são excelentes.

 

Depois de contratar o domínio e a hospedagem com eles, eu tratei de fazer novamente todo o processo que eu tinha feito antes no blog de testes. Só posso dizer que MUITA coisa saiu errada e foi complicado nas primeiras semanas. Eu tive que reenviar todo o conteúdo para o servidor duas ou três vezes, tive problemas com o painel do WordPress e tive que reinstalar novamente, enfim, não foi fácil. Nesse processo só posso dizer que o suporte da hospedagem fez toda a diferença.

 

O que eu tenho achado até agora?

 

Vou te contar: eu NUNCA poderia imaginar uma coisa assim. Eu amava o Blogger e achava que fazia muita coisa por lá. Mas as possibilidades do WordPress são… infinitas. Ele é complicadinho e chato, é verdade, mas você consegue fazer muita coisa mesmo com ele.  A facilidade de otimização do SEO foi a coisa que mais me impressionou e eu tenho sentido um aumento significativo aqui no Casinha Arrumada com relação às visitas provenientes do Google. Isso tudo porque no WordPress existem plugins de SEO maravilhosos, que ajudam você nessa questão de indexar melhor os seus artigos nos mecanismos de busca.

 

Se eu acho que valeu a pena migrar? Mil vezes “sim”! Acho que se você ama o seu blog e quer fazer um trabalho mais sério e profissional nele, vale o investimento. Minha dica é: pesquise muito hospedagens, dicas para quem tem blog no WordPress e faça uma tentativa. Você sempre pode voltar para o Blogger se não se adaptar.

 

separator de texto

 

E por hoje foi isso: um texto gigantesco contando um pouquinho dos meus percalços até aqui para conseguir migrar o blog do Blogger para o WordPress. Espero que tenham gostado!

 

Veja outros posts da série de dicas para blogueiras clicando na categoria BLOGLOVE.

Compartilhe:
Você vai gostar de ler também:
Post escrito por:

24 anos, interior de São Paulo. É formada em Engenharia Civil e atualmente cursa pós-graduação em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: InstagramFacebookYouTubePinterest

Bloglovin’: os seus blogs favoritos num único lugar

Flaticon: o site de download de ícones fofinhos que você precisa conhecer!

Escreva um comentário

5 comentários para “BLOGLOVE – Como foi migrar do Blogger para o WordPress”

  1. 22/02/2015 às 13:32

    Adorei a dica.
    Estava mesmo pesquisando como fazer essa migração. Porém não entendo nada da linguagem html. Ficava com medo de perder minhas postagens.
    Sei que você é autodidata, mas indicaria alguém que eu possa solicitar ajuda para adequar meu blog no wordpress?
    Suas postagens são ótimas.
    Sou super fã.
    Bjus lindona

    • Inara Souza
      22/02/2015 às 13:42

      Michelle, realmente vai ser um pouquinho mais complicado se você não conhece HTML e CSS. Ambos não são assim tão difíceis de aprender, o que pega mais é o PHP, que é a linguagem própria do WordPress.

      O que eu posso indicar para você se quiser fazer esse processo sozinha é ler muitos tutoriais e ir testando, tentando mesmo. Tem também um curso bem legal de Webmaster lá no Cursos Online 24 horas (http://www.cursos24horas.com.br/parceiro.asp?cod=promocao92770&url=cursos/site.asp)- que eu fiz, e, embora tenha achado fraquinho sendo que eu já tenho um conhecimento mediano, pode ser que ajude você a começar!

      Mas se você quiser contratar alguém para fazer, existe muita gente por aí que manda bem no WordPress. Sou apaixonada pelos layouts da Aninha, do http://madlyluv.com. Eu também comecei a aceitar encomendas de layout Blogger e WordPress recentemente. Se você quiser fazer um orçamento, é só clicar no banner que aparece aqui do ladinho na barra de gadgets. 🙂

      Boa sorte, viu?

      • 23/02/2015 às 14:33

        Obrigada linda .<
        Obrigada vou te mandar email para fazermos um orçamento!!
        Beijos

  2. 23/02/2015 às 12:49

    Oi tudo bem?
    Também vou me aventurar nessa mudança, porem estou perdida com o layout tenho noção em montar lay para blogguer (blogspot), vi que você mesma fez o seu (Parabéns ficou maravilhoso) Você tem alguns site fora esse que já colocou os links acima para me indicar? Ou você aceita encomendas de layout eu tenho o meu projeto pronto mas não seu como passar ele pro wordpress codificar ele!
    Se puder me ajudar.
    Grata

    Michelle