Anna e o Beijo Francês por Stephanie Perkins

Título original: Anna and the French Kiss
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-856321932-9
Tradução: Fabiana Paganini de Andrade
Páginas: 288

Onde comprar: 
submarinosaraiva – cultura comparar preços*

 

“O que posso fazer? Estou apaixonada pelo meu melhor amigo.” [pág. 202]

 

Este é o tipo de livro que o pega pela mão, o faz sentar-se e grudar-se às páginas até a última palavra. Engraçado, comovente e envolvente, Anna e o Beijo Francês tem como cenário Paris, A Cidade Luz. Digam-me: como não se apaixonar por uma história que é narrada na cidade mais romântica do mundo (ou essa é Veneza)?

 

“Olho para baixo e me surpreendo ao me encontrar no meio de um pequeno círculo de pedra. No centro, diretamente entre meus pés, há um octógono de cobre-bronze com uma estrela. Palavras estão gravadas na pedra ao redor deste: Poin zero de routes de France.
– Mademoiselle Oliphant. É traduzido como “Ponto Zero das Estradas da França”. Em outras palavras, é o ponto no qual todas as distâncias da França são medidas. – St. Clair limpa a garganta. – É o início de tudo.
Eu olho de volta. Ele está sorrindo.
– Bem-vinda a Paris, Anna. Estou feliz por você ter vindo.” [pág. 66]

 

A leitura fácil, as palavras bonitas, os personagens, as aventuras, as situações… tudo contribui para com a sua fascinação. Há algumas passagens que o fazem repensar seus valores, alguns diálogos que o levam até uma crise de risos, algumas descrições que trazem lágrimas aos seus olhos.

 

Étienne é engraçado e fofo. Apesar de seus medos, ele convence com seu carisma. Anna, por sua vez, se mete em algumas confusões hilárias, o que o faz torcer por ela e Étienne. É uma história de amor. De amizade. Do valor da vida. Das emoções da adolescência. É um livro apaixonante, sim. A química entre ambos é perfeita. E a história, próxima ao lugar-comum, nos dá aquela sensação de “real”, sabe? Do tipo que acontece por aqui, que pode ser vivenciada.

 

Só uma coisa atrapalhou um pouco a leitura: a organização dos parágrafos. Sei que muitas meninas já disseram isso, e é verdade. Há parágrafos que não se iniciam numa nova linha, e outros que simplesmente não levam travessão. Mas, apesar disso, o livro é fabuloso.

 

Anna Oliphant não quer deixar a mãe, seu irmãozinho Sean, de 7 anos, sua melhor amiga, Bridge, e seu quase-namorado Toph e mudar-se para Paris, A Cidade Luz. Em primeiro lugar porque ela não conhece ninguém por lá, e, depois, ela sabe muito pouco sobre Paris (alguma coisa sobre a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis).

 

Porém, seu pai, um escritor norte-americano cujos romances são protagonizados por “pessoas com bons valores americanos que se apaixonam e então contraem doenças que lhe ameaçam a vida e morrem”, está decidido a enviá-la para Paris durante seu último ano escolar, pois acredita que será uma boa experiência para ela.

 

Em seu primeiro dia no internato, Anna conhece Meredith, uma garota simpática e apaixonada por futebol. Meredith bate em sua porta e ambas tomam chocolate juntas. Meredith tem outros três amigos: Josh (um rapaz com um toque de artista e uma relação nada amigável com os estudos), Rashimi (a namorada de Josh, com quem vive brigando e se reconciliando) e St. Clair.

 

Étienne St. Clair é o sonho de consumo de praticamente todas as garotas do internato: americano, com um dar de ombros Francês e sotaque inglês, ele é charmoso, engraçado e bonito demais. Mas St. Clair tem uma namorada: Ellie. Ela era a melhor amiga de Rashimi, mas passou a evitá-la desde que entrou para a faculdade. Ellie é linda e veste-se como uma típica garota francesa, apesar de sua nacionalidade.

 

Apesar disso, Anna e Étienne tornam-se amigos e ele a leva para conhecer a verdadeira Paris, a Paris que Anna não pode vislumbrar de dentro de seu quarto, onde insiste em permanecer durante sua primeira semana em Paris! Ele a leva para conhecer a catedral que leva seu nome, o Panteão, Notre Dame e vários outros lugares lindos. E ela o convence a ir ao cinema, já que é uma cinéfila desvairada.

 

“Estudo seu perfil. Os lábios, o nariz, os cílios. Ele é tão bonito.
O vento bate nas janelas, e as luzes zunem suavemente no corredor. Ele dorme profundamente. Quanto tempo faz desde a última vez que teve uma boa noite de sono? Há outro cutucão desconfortável no meu coração. Por que eu me preocupo tanto com ele e por que não queria me preocupar? Como pode uma pessoa me deixar confusa o tempo todo?” [pág. 141]

 

E é em meio a toques não intencionados, olhares não medidos, revelações, tristezas e confusões, que ambos vão se apaixonar mesmo com todas as dificuldades: Ellie, Toph e Meredith, que é apaixonada por St. Clair e a quem Anna não deseja magoar.

 

“Sinto falta de Paris, mas lá não é a minha casa. É mais do tipo sentir falta… disso. Desse calor pelo telefone. É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar? Bridge costumava ser meu lar. Talvez St. Clair seja meu novo lar.” [pág. 195]

 

Um romance que vai emocionar você.

Compartilhe:
Você vai gostar de ler também:
Post escrito por:

24 anos, interior de São Paulo. É formada em Engenharia Civil e atualmente cursa pós-graduação em Arquitetura de Interiores. Criou o Casinha Arrumada para falar das coisas que mais ama e compartilhar histórias. É apaixonada por decoração, livros, músicas e séries de TV. Siga nas redes sociais: Instagram - Facebook - YouTube - Pinterest

O Menino dos Fantoches de Varsóvia por Eva Weaver

A Escolha por Kiera Cass (A Seleção #3)

Escreva um comentário

20 comentários para “Anna e o Beijo Francês por Stephanie Perkins”

  1. 11/06/2011 às 23:50

    Oi, Náh.

    Esse livro é simplesmente uma delícia de ler.

    Me peguei devorando cada página com diversas emoções e torcendo pelo desfecho de cada personagem.

    E, é claro, fiquei encantada pelo St. Clair.

    Não sei se você percebeu, mas eu e algumas meninas, vimos que há muita semelhança com a descrição do pai da Anna com um autor muito querido por nós! Achei hilário essa parte.

    Pena que a revisão e a diagramação deixou a desejar, mas fora isso a história é excelente com temas bem atuais.

    Para quem ainda não leu, vocês precisam conhecer esse universo parisiense apaixonante com Anna, St. Clair e seus amigos.

    Beijos.

  2. 12/06/2011 às 19:26

    hehehe, esse livro é perfeito pro dia dos namorados, hein? não li ainda, mas me pareceu super fofo, bem água-com-açúcar – mas não é disso que a gente mais gosta? 😀

  3. 13/06/2011 às 03:52

    Amei esse livro!

    Eu não tenho Top 10!
    Mas se tivesse, eu com certeza ia colocar ele no Top 10!

    ^^

    Adorei seus quotes!
    =)

    BJinhos
    Psiu!
    Silêncio Que Eu To Lendo

  4. 13/06/2011 às 22:48

    O livro é apaixonante! Eu adorei a história, os personagens, tudo, kkkkk

    Bjs

  5. 14/06/2011 às 17:52

    Aiiii o livro parece ser mt fofo e eu adoro romance melosinho rsrs. Vou comprar!

  6. 14/06/2011 às 18:18

    Estou quase arrancando os cabelos de vontade de ler esse livro, hehehe.
    Todo mundo elogia muito, estou doida para ler.
    Beijos

  7. 15/06/2011 às 01:05

    Oi,
    Acho a capa desse livro simplesmente linda demais como o enredo da historia Eu quero tambem..srrs
    Bjks
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

  8. 15/06/2011 às 04:40

    Quero TANTO ler esse livro *.* Adoro romances! Amei os quotes! Me deu mais vontade de ler ainda! heuaiheuihea!
    Ótima resenha!

    bjs
    http://www.booksemporium.blogspot.com

  9. 17/06/2011 às 02:24

    Um livro que promete muito, estou louca para ler. Bjs, Rose.

  10. 17/06/2011 às 06:20

    Bom dia!

    Eu realmente estou encantada , deu pra sentir pela sinopse que a história deve ser a coisa mais linda.
    Vou correr lá para incluir na minha lista.

    Sucesso sempre!

    http://amagiadaternura.blogspot.com/

  11. 03/08/2011 às 01:17

    Estou louca para ler esse livro!
    A cada resenha fico mais encantada, e super curiosa para lê-lo!!
    Parabéns pela resenha Náh!! 🙂
    Beijoss!
    Elidiane’

  12. 07/08/2011 às 19:54

    ótimo livro, quero le-lo.

  13. 10/08/2011 às 12:50

    Ainda não tive o prazer de lê-lo mas estou ardendo de curiosidade…
    Bjs flor!
    Déia feminices

  14. 14/08/2011 às 15:30

    OMG , este livro parece ser perfeito *–*
    estou louquinha para ler , beijo!

  15. 16/08/2011 às 02:09

    Estou louca para ler esse livro , parabéns pela resenha!!

  16. 27/08/2011 às 21:54

    o livro parece ser bem legal *_*
    Quero ler ‘-‘
    Ótima resenha 🙂

  17. 01/09/2011 às 19:49

    Amo ler, adoro romances e este livro tem tudo pra entrar na minha lista de favoritos.

  18. 04/09/2011 às 01:02

    Que livro lindo, um verdadeiro romance. E mistura as coisas que mais gosto: Romance e Paris (a cidade do amor). Adorei a resenha que me mostrou um pouco mais do livro.
    Doida para ler ele.

  19. 19/11/2011 às 00:23

    Gostei bastante do livro.
    Ele é fofo, tem uns momentos lindos (como quando ele leva ela para o marco zero de Paris), mas tem aqueles em que você com certeza quer pegar a Anna e sacudir sua cabeça, de tão boba que ela é.

    Mas é um romance dos bonitinhos, isso não dá pra negar.

    Parabéns pela resenha e pelas frases, foram praticamente as mesmas que copiei.

    Beijos ^^

    [email protected]

  20. 19/11/2011 às 00:26

    Gostei bastante deste livro.
    É bem fofo e tem momentos belissimos (quando ele mostra o marco zero de Paris para a Anna) assim como tem momentos em que temos vontade de pegar o Etienne e a Anna e dizer poucas e boas pra eles, pra ver se veem quão bobos estão sendo.

    Parabéns pela resenha e pelas frases, foram trechos parecidíssimos com os que eu marquei.

    Beijos e esteja bem! ^^

    [email protected]